“Nosso posicionamento hoje é: acate, se isole por amor”, diz pastor ao falar da quarentena

De acordo com informações recentes do ministério da saúde, no Brasil o vírus Covid-19 já infectou 2.201 pessoas e com 46 casos de morte. A quarentena é uma das medidas apresentadas para conter ao máximo o transmissão do vírus.

Essa medida está mais vinculada a consciência social pode que farmacológica, pois as pessoas precisam ficar em casa, evitar aglomerações, tais como academia, bares, cultos e demais eventos coletivos.

O vice-presidente da Opevel (Ordem dos Pastores Evangélicos de Cascavel), pastor Gilvano Souza, compreende as medidas do ministério da saúde ao pedir para que evitem algum tipo de aglomerações. No dia 20 de março, o pastor e outros líderes na organização manifestaram o apoio a essa medida visando a segurança do próximo.

Segundo informações da CGN, o pastor disse, “O posicionamento nosso, como Opevel, é que nós estamos de acordo, estamos debaixo desse decreto e realmente sugerimos a todos os pastores de Cascavel, a todos os líderes religiosos que observem e obedeçam na íntegra, até porque nosso amor precisa ir muito alem do abraço”.

Para ele a atitude de isolamento também é um gesto de amor ao próximo, pois abrem mão da própria liberdade com o objetivo de não disseminar o vírus entre as pessoas do seu cotidiano.

Completou dizendo, “Então, por isso, nosso posicionamento hoje é: acate, se isole por amor, talvez nem todos estejam compreendendo isso, mas a nossa direção hoje, como líderes, como representantes da ordem de pastores, é que todos possam ter essa conscientização que hoje muitos não têm”.

Ao final da entrevista o pastor lamenta que alguém pessoas não compreenderam o tamanho da gravidade e as medidas de proteção, visando a nosso saúde e a saúde do próximo.

Por: Leandro Miranda
FONTE: GospelMais.