Jovem cristão que perdoou policial que matou seu irmão é premiado por “princípios morais”

Um jovem cristão que se tornou notícia ao redor do mundo meses atrás pelo gesto de perdão expressado à policial que matou seu irmão por engano, rendeu a ele um prêmio de coragem ética no estado do Texas (EUA).

Portanto a demonstração de perdão durante o julgamento da policial Amber Guyger, que foi condenada por assassinar seu irmão fez com que Brandt Jean se tornasse o homenageado pelo Prêmio de Coargem Ética 2019 criado pelo Instituto de Administração da Polícia (ILEA, na sigla em inglês).

Seu irmão, Botham, era ministro de louvor e estava em seu apartamento quando a policial entrou no local. Ela havia acabado de cumprir um turno de serviço e, cansada, confundiu o andar, entrando no apartamento errado. Ao notar que havia mais alguém no imóvel, efetuou disparos e terminou por matar Botham. Ela mesma acionou a Polícia e pediu socorro, mas já era tarde.

O fato, ocorrido em setembro de 2018, foi julgado no último mês de outubro. Durante a sessão, o irmão da vítima disse à juíza que gostaria de dirigir algumas palavras à acusada, e declarou que queria “o melhor” para ela, e acrescentou: “Isso é exatamente o que Botham gostaria que você fizesse, e o melhor seria entregar sua vida a Cristo”.

Jovem cristão que perdoou policial que matou seu irmão é premiado por “princípios morais”

Depois disso, Brandt pediu autorização à juíza Tammy Kemp para dar um abraço na policial Amber, e a condenada se emocionou fortemente com o gesto, que repercutiu mundo afora.

“Não consigo pensar em um ato que tenha sido mais corajoso”, disse disse Gregory Smith, diretor da ILEA. “Brandt Jean representa o melhor de nós. Apesar de uma perda inimaginável, ele viu a humanidade na pessoa responsável pela morte de seu irmão.

“Não consigo pensar em um ato que tenha sido mais corajoso”

Ele viu sua dor e arrependimento e teve a capacidade de mostrar empatia, carinho e perdão”, acrescentou, de acordo com informações da emissora Christian Broadcasting Network(CBN News).

Na cerimônia, Brandt foi acompanhado por sua mãe, pai e irmã. Com isso cerca de 50 policiais do Texas e estados vizinhos estavam presentes. Num breve discurso, o rapaz expressou satisfação pelo reconhecimento; “Quero agradecer ao Instituto de Administração da Polícia por me oferecer esse prêmio e estou honrado em aceitá-lo em nome do meu irmão. Botham Jean, que foi um exemplo de liderança ética”, disse ele.

Após o discurso de Botham, Smith dirigiu mais algumas palavras ao jovem; “Brandt, vejo os valores incutidos em você por seus pais. Eu vejo a força dada a você por sua fé. Portanto se o resto de nós pudesse explorar apenas uma fatia de sua coragem e princípios morais que você exibiu naquele momento, este mundo seria um lugar melhor”, finalizou.

Amber Guyger foi condenada a 10 anos de prisão pela morte do ministro de louvor. Após a leitura da sentença. A juíza Tammy Kemp deu a ela um exemplar da Bíblia Sagrada, inspirada no gesto de compaixão do jovem irmão da vítima. “Você pode pegar a minha. Eu tenho três ou quatro em casa”, disse a juíza aconselhando-a a ler João 3:16; “’Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito. Para que todo o que n’Ele crer não pereça, mas tenha a vida eterna’. Você só precisa de uma pequena semente de mostarda de fé. Você começa com isso”, afirmou a magistrada.

Deixe seu comentário abaixo