Igreja organiza “Drive-thru Solidário”, para ajudar pessoas necessitadas na quarentena

Em um movimento de solidarização a Igreja da cidade de São José dos Campos começou a arrecadar alimentos e produtos de higiene básica para amparar famílias que estão passando por momentos difíceis, como nesse momento de quarentena no Brasil.

O movimento foi nomeado como, “Drive-thru Solidário” está funcionado todos os dias da semana, das 8h às 17h, no Campus Betânia, localizado na avenida Francisco José Longo, 1195, na região central de São José.

No último domingo, dia 29 começou a arrecadação e vai até o dia 12 de maio. Em casa entrevista ao Vale, o líder da iniciativa Silk Pompeu, disse: “Recolhemos as doações e depois repassaremos a 150 família que atendemos, das regiões sul e leste, e instituições carentes que necessitem, não necessariamente evangélicas, como orfanatos, abrigos e clínicas de recuperação”.

O objetivo da caminha e arrecadar alimentos não perecíveis e produtos de higiene, como água sanitária, pó de café, óleo, pasta de dente, detergente e farinha de trigo. Cestas básicas também são aceitas.

O responsável pela iniciativa falou que as famílias irão receber um kit chamado “Kit Ternura” para crianças, com Bíblia, massinha, caderno e livro para colorir. Filhos de profissionais da saúde irão receber o mesmo kit.

Na segunda-feira (30), a cidade de São José dos Campos retomou a vacinação contra gripe em idosos. Segundo a Secretaria de saúde, foram disponibilizadas mais 18 mil doses da vacina contra a influenza.

A Igreja da Cidade de São José cedeu uma parte do espaço e se tornou um dos postos de vacinação, a vacinação e especialmente para pessoas com mais de 60 anos e profissionais da saúde.

A campanha nacional de vacinação vai até 22 de maio e a vacinação exclusivamente a idosos e profissionais da saúde segue até dia 15 de abril nos demais postos de vacinação.

É bom relembrar que a vacina contra a gripe não previne o COVID-19, mas é importante para facilitar o diagnóstico de Covid-19, já que os sintomas das duas doenças são semelhantes.

Por: Leandro Miranda
FONTE: Guiame.