Culto em presídio leva centenas de detentos a louvarem a Deus: ‘Ele me Ama’


      Publicidade  



      Publicidade  


Os cultos em presídios são comuns, porque é praticamente a única coisa que traz uma grande mudança na vida de uma pessoa que cometeu crime. Isso é uma  realidade, mesmo que alguns não acreditem na Bíblia, não podem negar a transformação que ela pode fazer.

Há um caso de um advogado dizer que nunca viu nada mudar a vida de um criminoso a não ser a ladainha que os crentes dizem para eles. Embora ele dê esse nome horrendo, é inegável a mudança, prova disso é o culto no presídio nos EUA, onde centenas de detentos louvaram a Deus em voz alta.

Como isso pode ocorrer com homens? Pastores e crentes afirmam ser a cura do coração humano, que está em processo de mudança de perspectiva, do humano para o divino.

Culto em presídio leva centenas de detentos a louvarem a Deus: ‘Ele me Ama’

“O que chamou a atenção dessa vez foi um vídeo divulgado na internet, por um grupo evangelístico, onde 260 presos louvaram a Deus com o hino ” Ele me ama”. (GM)

      Publicidade  

Quando se acredita em algo como o evangelho isso se torna normal. Nick Vujicic em seu livro “o indomável” afirma “você deve escolher acreditar ou não, mas se escolhe acreditar deve viver conforme isso, se não, porque acreditar”.


Publicidade


Esses presos aceitaram a mensagem e acreditam que vale a pena. Os responsáveis pela divulgação em sua própria rede social foi o ministério God Behind Bars. Tanto no YouTube como no Instagram, foi mostrado os presos cantando How He Loves, da banda Jesus Culture.

O vídeo não foi filmado em um Presídio de Segurança Máxima da Flórida (EUA), mostrando que, independente da situação criminal e onde se encontram, a mudança pode ocorrer.

“A divulgação do vídeo conta com mais de 3 milhões de visualizações no Instagram”. (FaithPot)

Grupo de ministério na prisão foi que realizou o culto, os presos sentiram uma grande alegria de estarem adorando, levantaram as mãos, declararam seu amor a Deus. Tudo isso foi filmado, tendo a participação do grupo cristão Maverick City.

O ministério God Behind Bars testemunhou os 260 presos louvando a Deus em alta voz, que chegam a afirmar que os outros 1600 detentos que não participaram do culto puderem ouvir as declarações “Deus me ama”

      Publicidade  

Segundo o grupo evangelista, dezenas de presos aceitaram Jesus como salvador, entregando a vida a ele. Isso é um milagre, cura da alma.

A atuação do God Behind Bars começou em 2009, atuando nos presídios dos EUA e fazendo uma grande diferença. A ação do grupo envolve tanto os detentos como as suas famílias, preocupando com a parte física, emocional, espiritual.

Uma grande preocupação com os detentos é notada pela forma com que o grupo trabalha. Se esforçam para que o detento possa ser reintegrado à sociedade, ter um trabalho, curso, moradia.

A atividade não para por aí, porque tanto os familiares passam por um tratamento como os detentos para dependência química. Com um suporte oferecido, os presos não são abandonados em nenhuma etapa, ficam conectados com igrejas perto de onde vão morar.

Essa forma de trabalho é o que Deus pede que seja feito, tratamento da saúde física, mental, espiritual, onde Ele mesmo converte o preso em novo homem.

      Publicidade  

Deixe seu comentário de fé abaixo