Cristãos clamam pela paz no Cazaquistão: ‘Estamos em oração’


      Publicidade  



      Publicidade  


O Cazaquistão segundo as portas abertas fica no 62° lugar, quando se fala de perseguição aos cristãos, a tolerância é muito pequena para crenças não muçulmanas. As igrejas ortodoxas russas não têm nenhum problema, porque não evangelizam.

Diante da série de mortes no país, cristãos clamam pela paz no Cazaquistão. “A preocupação se tornou notória, devido um apelo emitido pela Aliança Evangélica Mundial (WEA) e a Aliança Evangélica da Ásia Central (CEAE)”. (102FM)

A situação no país está muito complicada pelos conflitos e lojas sendo saqueadas. O número de mortes chega a 160, devido a intensos conflitos político-sociais. Por isso o apelo dos cristãos é exatamente para desenfrear esse processo que está sendo desastroso no país.

Protestos no Cazaquistão aumentam e cristão clamam pela paz

Se o governo não conter as agitações das pessoas, as situações de mortes podem aumentar. “Tudo isso é causado por problemas sociais, a situação do Covid piorou tudo, contribuindo para a tensão, levando a vários saques a prédios do governo e 2000 pessoas presas”. (guiame)

      Publicidade  

O apelo de paz vem se tornando notório por parte de algumas autoridades e por religiosos como os cristãos do país. A princípio o apelo é para que tudo seja resolvido de forma passiva, com funcionários do governo contendo a agitação o melhor possível.


Publicidade


Umas das coisas que as autoridades pretendem é que as queixas do povo sejam discutidas brandamente, chegando a um acordo.

O grande objetivo é que todos que estão envolvidos possam discutir a situação pacificamente, trabalhem no sentido de promover a ordem. Assim, uma paz mais duradoura será estabelecida, e as questões em discussão serão resolvidas.

Ainda compartilharam essa mensagem: “Asseguramos ao povo do Cazaquistão nossas orações sinceras agora”. (guiame)

Isso é muito importante, porque se tem uma coisa que o povo do Cazaquistão deseja nesse momento é paz, independente de religião. Mas os conflitos religiosos continuarão sendo um problemas até serem resolvidos a questão da liberdade.

Como tudo começou

Pelo que o UOL divulgou a situação toda que serviu de estopim foi o alto preço da gasolina. Daí em diante, tudo foi piorando, porque as pessoas olharam para demais situações desfavoráveis do governo, virando uma avalanche de manifestações não passivas.

      Publicidade  

A consequência de todas as manifestações foi o descontrole total do povo, espalhando violência para tudo que é lado. Uma multidão crescente de pessoas tomam a rua, preocupando o governo pela falta de controle.

“O presidente do Cazaquistão, Kassym-Jomart Tokayev, prometeu abaixa o preço do combustível para garantir a estabilidade no país”,(guiame)

Somente isso não seria possível para deter a multidão enfurecida, incendiaram o gabinete do prefeito de Almaty. O presidente acredita haver grupos envolvidos para promover esses motins, como gangues terroristas treinadas fora do país.

Independente de quem está por trás de alguma agitação, foi pedido ajuda da Rússia, que enviou soldados.

Como a situação está tendo grande dificuldade para controlar, os cristãos estão pedindo paz. As orações estão sendo feitas diariamente, clamando a Deus e fazendo o apelo às autoridades e aos envolvidos para poderem resolver tudo, diminuído os ânimos acirrados.

      Publicidade  

O Cazaquistão conta com orações não somente para estabilidade social como para acabar com a perseguição à fé bíblica.

Deixe seu comentário de fé abaixo