Casal adota 4 meninas especiais, “Deus nos alcançou e decidimos adotar”.

277

Um casal dos Estados Unidos, Randy e Linda Kramer, já aposentados e depois de criarem seus filhos e todas já terem constituído suas famílias, eles resolrevem tomar uma atitude especial e corajosa.

O casal foi em uma viagem para a China com a sua filha e seu marido, que inriam adotar uma menina com condições especiais, pois tinha graves  problemas cardíacos. O casal de idosos conta que seus olhos foram abertos para um aconhedor propósito.

Em uma entrevista ao site AG News, Linda de 64 anos, disse, “Vimos as grandes necessidades de crianças especiais”. “Deus nos alcançou e decidimos adotar, mesmo achando que éramos velhos demais”.

Randy de 67 anos, avô de 13 netos, complementou falando, “Eu nunca poderia imaginar adotar quatro filhos, mas pareceu tão certo”.

 Casal adota 4 meninas especiais, “Deus nos alcançou e decidimos adotar”.

Randy e Linda há 5 anos atrás, adotaram 4 meninas com condições especiais, Josie Ann, de 6 anos, com paralisia cerebral. Um ano depois voltaram a China  pois achavam que Josie precisava de uma irma, onde adotaram a Jennie, de 10 anos, que tinha paralisia no lado esquerdo devido a uma lesão cerebral traumática. A pequena gorotinha de 10 anos, tinha uma melhor amiga que vivia do orfanado, Grace de 13 anos, que lidava com atrasos no desenvolvimento, eles em um ato muito gentil resolveram adotar as duas.

Com três meninas a casa estava bastante cheia e movimentado, porém não enpediram eles de adotar mais uma menina. A quarta menina é a Annabelle, de 5 anos., ela possui distúrbio mais grave, um tipo raro de epilepsia, a síndrome de Lennox-Gastaut.

O casal relatou que a Annabelle chegou muito fraca, abaixo do peso e tinha dias que sofria muitas crises, podendo chegar até 40 por dia. A menina precisa de uma atenção mais especial, pois entre as 4 irmãs, ela era a que tinha os problemas mais sérios. Ela necessitava de um tubo de alimentação para conseguir comer e beber, cerca de dois anos atrás, ele ficou bastante debilitada, onde passou semanas na UTI.

Linda disse que esse período Deus curou ela no hospital, pois desde então, não sofreu mais convulsões.

Annabelle hoje aos 8 anos, apesar de ser paraplégica e não se comunica, está desenvolvendo bem suas habilidades cognitivas, a menina usa um dispositivo de comunicação para se expressar melhor e está aprendendo a andar.

As meninas não sabiam ler e nem escrever, pois não frequentavam a escola antes de serem adotadas, hoje elas estão indo bem na escola, a mãe Linda conta que todas as quatro aceitaram Jesus como Salvador.

Concluindo a entrevista o casal conta que seus dias são ocupados e cheios de energia, Linda complementou dizendo, “Nossa única concentração são nossas meninas”. “Vivemos de forma simples e não temos muitos extras. Mas Deus definitivamente atende às nossas necessidades. Não tem faltado nada”.

Por: Leandro Miranda
FONTE: GuiaMe.